Os rolezinhos e apropriação do discurso

3579_lyudi_belyj_megafon_1600x1200_(www.GdeFon.ru)

Não se fala em outra coisa nesse nosso Brasil de meu Deus. Aliás, aposto agora que se você procurar, alguém no seu Facebook já colocou algum post sobre o assunto. O que acontece é que nunca um passeio no shopping causou tanta comoção nas redes, como os “rolezinhos”.

Toda vez que presencio esse tipo de coisa começo a refletir sobre o que é divulgado nas redes sociais, inclusive nos círculos em que convivo. Se você é uma pessoa que acompanha o mundo das redes sociais, já deve ter notado discussões acirradas onde é inevitável comparações com pontos de vistas que caminhem ou para esquerda ou para a direita.

Aliás, nunca a web teve tanta gente se apropriando de discursos para defender suas posições. Essas pequenas guerras ideológicas tem esquentado as tardes, com produções de textos dignas de matérias especiais do fantástico. Até vídeos de vlogueiros famosos entraram na disputa, recentemente PC Siqueira colocou um vídeo no qual defende a posição de ser a favor dos rolezinhos. Alguém ai dúvida que ele foi bastante criticado?

Quando penso que a internet é um maravilhoso veículo, onde todos podem se expressar livremente, também penso que por isso, há uma vontade imensa de quem usa de censurar o outro. Não é uma coisa que fica explícita, mas é em pequenas indiretas jogadas em posts variados. É no empenho de se criar grupos no Facebook ou eventos contra isso ou aquilo, onde a opinião do outro parece ser uma ameaça a ser combatida de qualquer forma, porque afinal de contas, ele está errado e eu estou certo.

Se você expressa a sua opinião você deve estar preparado para ouvir contra argumentos e tem a noção que nem sempre isso significa uma falta de respeito com o que você acha. Você deve ter consciência do seu direito de não concordar, mas querer impor o seu ponto de vista, jamais. Porque ora, vivemos em uma democracia, mesmo com algumas dificuldades de entender como iremos aplicar esse tipo de visão na nossa vida prática. É preciso esforço para não cair na armadilha que toda essa liberdade nós dá e acabar censurado o coleguinha do lado só porque a opinião dele te incomoda.

A internet tem o poder de transformar simples conversas de bar em debates intermináveis, onde o conteúdo publicado pode ficar exposto por anos, mesmo que essa não seja a intenção do usuário. Por trás de cada computador há uma pessoa e como sabemos que ninguém é perfeito, estamos sujeitos a erros e opiniões equivocadas. É com você, comigo, conosco que esse tipo de coisa acontece, por isso devemos ficar atentos para entender que opiniões são opiniões e que todos devem ser respeitados, sem essa de censura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s